A ligação entre duas Pátrias

A ligação entre duas Pátrias

         Já santo Agostinho – século IV  – falava da Cidade de Deus e da Cidade dos Homens. O Evangelho acentua  a oposição entre Reino e Mundo. Nesta semana estamos festejando o Dia da Pátria. O cristão, em razão de sua Fé, deve viver  sua cidadania. A pátria terrena  supõe participação e responsabilidade. Neste espaço também se exerce o mandamento do Amor. Porém, as  coisas de César não podem tomar o lugar das coisas de Deus. O cristão caminha neste mundo, mas tem os olhos fixos no céu, nossa verdadeira e definitiva pátria. Aquele que se omite no campo da política se torna responsável pelo mal que outros possam praticar. Devemos ter critérios, devemos participar, marcando nosso lugar.  Também nas eleições.  Aquele que se desliga da Política comete um pecado de omissão.  A participação vai muito além do voto. O cristão  precisa ser igreja no mundo e mundo na Igreja, como pede  o documento de Puebla. Ou para sermos mais atuais: precisa ser Sal e Luz também na sociedade. Significa fazer ligação entre as  duas Pátrias.

Frei Aldo Colombo.

compartilhar

Posts Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *